Resposta à crise energética está no topo das prioridades deste Governo

  • por

O Ministro do Ambiente e Ação Climática pretende acelerar as energias renováveis como forma de combater a crise energética e contribuir para alcançar as metas de descarbonização até 2030. Em linha com os objetivos de governo, o ministro elencou as medidas para responder à crise energética, acautelando os limites dos recursos naturais:

· desligar o preço da eletricidade do preço do gás natural;

acelerar os projetos de fontes renováveis, nomeadamente a partir da energia solar e eólica;
criar almofadas para diminuir o preço junto dos consumidores, domésticos e industriais;
e, finalmente, reforçar a diversificação de fornecedores de produtos energéticos, apostando numa autonomia e independência energéticas.

Saiba mais em:
https://www.oinstalador.com/Artigos/385844-Responder-a-crise-energetica-e-uma-prioridade.html